Um blog para mulheres inteligentes e empoderadas pelo conhecimento!

Um blog para mulheres inteligentes e empoderadas pelo conhecimento!
"Interior de escola árabe em Constantina". Grafite e aquarela sobre papel de Theodore Chasseriau.1846.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Os pilares da terra

Dica para o feriadão: assistir a saga épica Os pilares da terra (The pillars of the earth, 2010):


 Baseada no best seller do autor inglês Ken Follet, transformou-se em minissérie para a TV e fez muito sucesso, tanto que saiu os 4 capítulos em DVD. Se você assistir Os pilares da terra I - A destruição do templo vai logo ficar fascinado e sair correndo depois pra locadora e pegar os volumes II (Redenção), III (O Legado) e IV ( A obra dos anjos)!


Pano de fundo: as guerras na Inglaterra Medieval (séc. XII) pelo direito ao trono. O rei Henrique I perde seu herdeiro em um naufrágio, restando-lhe apenas a filha Maud, a qual já mãe de um menino, tenta assegurar-lhe o trono. Porém os nobres ingleses optam por apoiar Stephen de Blois, neto de William, o Conquistador (historicamente William, Duque da Normandia, conquistou a Inglaterra em 1066, unificando seus reinos e trazendo a paz e a língua francesa para a ilha da Grã-Bretanha). Stephen é declarado rei e com isso começam as conspirações, alianças e perseguições, pois Maud declara-lhe guerra, ao mesmo tempo em que tenta reunir um exército com a ajuda da França.


São décadas de instabilidade política e nesse meio tempo vamos conhecer o desenrolar das vidas de algumas pessoas: a família de Tom, o construtor - seu sonho é construir uma catedral; Aliena e seu irmão Richard - que perdem sua condição de nobres e suas terras porque seu pai apoiava o finado rei Henrique I; a sádica família Hamsleigh- sedenta pelo poder; o monge William - inocente e sempre com boas intenções; o bispo Walleran - altamente ambicioso; Ellen (considerada bruxa) e seu filho Jack (artista, fascinado por esculpir górgonas). Todos esses personagens se ligam em determinados momentos de suas vidas, por amor ou pelo ódio.


Bom feriado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário